SESI Dicas 03 - Alcoolismo

Conheças 6 dicas contra o alcoolismo e Covid-19

31/03/202111:02- atualizado às 10:17 em 09/04/2021

 

 

Durante a pandemia de COVID-19, alguns mitos foram criados, como a ideia de que o álcool poderia proteger do contágio do novo coronavírus. Para desfazer esse equívoco e esclarecer a população mundial, a Organização Mundial da Saúde - OMS lançou um guia de informações importantes sobre consumo de álcool e COVID-19.

O álcool etílico (etanol) é a substância das bebidas alcoólicas responsável pela maior parte dos danos decorrentes do seu consumo nocivo.

Infelizmente, outras substâncias tóxicas, tais como o metanol, podem ser adicionadas a bebidas adulteradas que são produzidas informal ou ilegalmente; ou elas podem estar presentes em produtos alcoólicos não destinados ao consumo humano, como desinfetantes para as mãos. Essas substâncias podem ser fatais, mesmo em pequenas quantidades, ou levar à cegueira e doença renal, entre outros problemas. De acordo com relatos da mídia, mortes relacionadas à ingestão de tais produtos alcoólicos já ocorreram em alguns países durante o surto de COVID-19, com base na crença enganosa de que eles ofereceriam proteção contra o vírus.

Para evitar esse tipo de desinformação, a OMS esclareceu que o consumo de qualquer tipo de álcool não previne e nem cura COVID-19 ou qualquer outra doença. Ao contrário, seu consumo – especialmente o pesado – está associado ao enfraquecimento do sistema imunológico e, portanto, de sua capacidade de combater diversas doenças, inclusive as infecciosas, como é o caso da COVID-19. 

 Álcool: o que fazer e o que não fazer durante a pandemia de COVID-19

  • Manter-se sóbrio ajuda a manter a vigilância, agir rapidamente e tomar decisões que afetarão a si próprio e aos outros;
  • Se você beber, consuma o mínimo possível e evite ficar intoxicado;
  • Certifique-se de que crianças e jovens não tenham acesso ao álcool;
  • Discuta com crianças e jovens os problemas associados à bebida e à COVID-19;
  • Nunca misture álcool com medicamentos, mesmo remédios à base de plantas ou sem receita, pois isso pode interferir em sua eficácia ou potencializar os efeitos colaterais;
  • Mantenha os produtos de higiene que contenham álcool fora do alcance de crianças e pessoas que possam fazer uso indevido deles;
  • Ao trabalhar em casa, siga as regras usuais do local de trabalho e não beba. Se estiver alcoolizado, não terá condições de trabalhar;
  • O consumo de álcool não é um bom mecanismo de enfrentamento do estresse. O uso nocivo aumenta os sintomas de ansiedade, depressão e risco de violência doméstica; 
  • Para lidar com a tensão, tente praticar exercícios físicos dentro de casa. A atividade física fortalece o sistema imunológico e, em geral - a partir de uma perspectiva de curto e longo prazo - é uma maneira altamente benéfica de passar o período de quarentena e/ou isolamento social.

 

Referências:

  1. OMS. Alcohol and COVID-19: What You Need to Know. 2020. Disponível em: http://www.euro.who.int/__data/assets/pdf_file/0010/437608/Alcohol-and-COVID-19-what-you-need-to-know.pdf. Acesso em 11/05/2020.

Leia também